Tags

, , , , ,

Eu sou, num modo mais explícito de dizer, uma tarada por leitura. Bem maníaca mesmo. Leio de tudo e em qualquer lugar. Lembro de uns colegas de turma me perguntando inúmeras vezes como eu conseguia me concentrar na história do livro mesmo com um barulho ensurdecedor e uma bagunça generalizada a minha volta.

A resposta é bem simples e quem gosta de ler entende: quando a história é boa e quando você sente prazer lendo, aquilo te carrega para outro mundo, né não? É como se você fosse uma testemunha de tudo o que está lendo e aí o que está ao redor meio que perde a importância. Ai, ai… ♥

Então… aproveitando que tá todo mundo de férias vim indicar uns livro bem legais para vocês se divertirem um pouco com isso. Sério. Quem não tem o costume ou não curte não sabe o que está perdendo!

Dá uma olhada nas resenhas que eu coloquei aqui e quem sabe você não se interessa. E pras amigas de BH, bobeando eu até empresto uns para vocês largarem a preguiça, hein? O acervo é extenso! kkk

Vamos às dicas:

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom – Sophie Kinsella

Resenha: Rebecca Bloom é uma jornalista especializada na área de finanças e uma compradora compulsiva. Na realidade, ela nada entende de economia, apesar de trabalhar no ramo, vive fugindo do gerente de banco e inventa meios malucos de conseguir pagar seu cartão de crédito. Romance de estréia de Sophie Kinsella.

Minha opinião: Não existe mulher no mundo que não compreenda as maluquices que a nossa amada Becky é capaz de fazer para conseguir botar as mãos num par de sapatos, naquele novo perfume ou no casaco recém-lançado. É leitura obrigatória para qualquer consumista que se preze e, acredite, divertidíssimo. E ela inventa cada desculpa para fugir do seu gerente do banco que você morre de rir. Eu, que já rio por nada, passei por louca muitas vezes, rindo sozinha das desventuras da protagonista. Aliás, indico todos os livros da tia Sophie Kinsella. Ela é a mestre do gênero e sabe divertir na dose certa.

Viciada em Feng Shui – Brian Gallagher

Resenha: O romance de estréia de Brian Gallagher trata, numa escrita irônica, de um triângulo amoroso. A trama se passa em Dublin. Julie volta mais cedo de um spa e encontra o marido, Ronan, com outra mulher em sua própria casa. Nicole, a amante, é apaixonada por Feng Shui. A mulher traída fará tudo para se vingar do casal.

Minha opinião: Julie é uma ultra-mega-blaster mulher louca. Ela é muito divertida e sabe como se vingar. Acho que toda mulher já pensou no que faria caso fosse traída e a Julie soube criar métodos inusitados e deliciosos de cumprir essa missão. Em alguns momentos você pode odiá-la, mas na maior parte do livro você se sente uma daquelas feministas da pesada, que odeiam os homens – Ronan é muito fácil de se odiar. Enfim… é divertido e irreverente. Ela é meio maluca, mas não tem como não gostar.

Todo Garoto Tem – Meg Cabot

Resenha: Essa era uma viagem que tinha tudo para dar certo: Holly e Mark decidem fugir para se casar numa villa do interior da Itália, tentando evitar o stress causado pela diferença de religião entre suas famílias. Para acompanhá-los como madrinha, dama de honra e melhor amiga da noiva, a cartunista Jane Harris, uma mulher divertida e engraçada que mal pode esperar pela sua primeira viagem ao exterior. Mas é claro que Mark também convidou o seu melhor amigo, o jornalista internacional Cal Langdon, que passou os últimos anos em campos de guerra, plataformas de petróleo e outros lugares inóspitos.

Já no aeroporto, Jane e Cal sofrem de total ódio à primeira vista, e qualquer tentativa de aproximá-los parece ser totalmente inútil: enquanto Jane acha o jornalista um chato terrível, um cínico que não acredita em amor e nem ao menos conhece o personagem de quadrinhos criado por ela, a impressão que Cal tem da cartunista é a de uma mulher ligeiramente maluca para quem o fato mais impressionante a respeito do Coliseu é que Britney Spears gravou um comercial lá.

Mas o que ninguém esperava era que somente esses dois pudessem salvar o casamento de seus melhores amigos. E, nessa inesperada união entre opostos, Cal e Jane acabam por descobrir que, mesmo que não pareça, existe algo que todo garoto tem.

Minha opinião: Meg Cabot é minha autora preferida (quem aí já leu A Mediadora? ♥) e este é um dos meus livros favoritos. Tem romance, tem comédia, tem situações inusitadas. É completo. Ele é bem grande, mas não dessas leituras pesadas e que te deixam cansada, porque cada página é mais interessante que a outra. Eu super indico para quem curte chick-lit. Mesmo! :D

Poseur: Brigas, Garotos e Estilo – Rachel Maude

Resenha: Poseur: adjetivo e substantivo masculino. Que ou que adota um comportamento pedante, artificial; esnobe, pretensioso (Dic. Houaiss). 

Charlotte Beverwil, Janie Farrish, Melissa Moon e Petra Green não podiam ser mais maravilhosas… nem mais diferentes. Elas não andam juntas no colégio, o exclusivo Winston Prep, e certamente não têm o mesmo estilo de se vestir. A única coisa que essas garotas têm em comum é uma grande paixão pela moda. Assim, quando as quatro ficam sabendo que precisarão criar um grife juntas o Caos se instala. Pares de stilettos Christian Louboutin estão prestes a voar pelos ares e só o senso de estilo pode sair ganhando.

Minha opinião: Esse livro é um prato cheio para quem curte moda. Cheio de ilustrações e nas páginas finais rolam até alguns tutoriais para criar uma bolsa, uma blusa frente-única e outras coisinhas. É uma leitura boa para passar o tempo, mais leve, sabe? Adoro!

E aí, curtiram? Tem mais indicações de livros? Comentem e contem tudo!

Beijo e boa semana! :*

Anúncios