Tags

, , , , , , , ,

Há um tempo eu reparei nos vários colares bordados que a “padroeira fashion” Olivia Palermo usava. Na verdade ela usa esse tipo de colar exagerado, oversized, o chamado Bib Necklace (Colar Babador, em tradução livre), há anos. Mas, de uns tempos para cá, surgiram os colares bordados. Ao invés de serem sustentados por correntes e suportes tradicionais, as peças passaram a ser costuradas e bordadas direto em tecido. Então, correndo, procurei o danadinho em lojas e levei um choque! O tal colar tinha um preço bem salgadinho, entre R$ 50,00 e R$ 80,00. Preço justo, mas que para quem precisa andar economizando (oi!) é muito alto.

E como eu sempre digo que pobre é criativo (kkk), comecei a pensar num modo de fazer o meu próprio colar. Afinal, são miçangas e acessórios de bijus. Nada de mais. E depois de uns meses enrolando e pesquisando, finalmente concluí meu projeto! Yay!

E, é claro, precisava dividir a dica com vocês. Não nego: dá muito, muito trabalho! Mas compensa. Você vai ter um produto exclusivo, com a sua cara e ainda economiza uma nota! Quer coisa melhor? :)

Então, anote aí os materiais necessários e vem comigo!

Você vai precisar de linha e agulha (1), tesoura (2), pedras* para decorar (3), fita de cetim para amarrar o colar quando estiver pronto (4), lantejoulas* – comprei a fita já costurada, depois foi só juntar ao feltro – (5), cola instantânea – ou cola quente – (6), feltro ou o tecido de sua preferência (7), canutilhos* (8) e, dois itens que esqueci de colocar na lista: papel e lápis/caneta, para fazer o molde.

* Os itens marcados são opcionais, você pode substituir ou adicionar conforme seu gosto. Eu coloquei mais alguns detalhes que não entraram na lista exatamente por serem uma escolha pessoal. Isso, mais do que um tutorial, é uma sugestão de como fazer. Depois que vocês pegarem a ideia do básico, o resto é por conta de vocês.

Tudo pronto… vamos começar? PARA CONTINUAR LENDO É SÓ CLICAR!!

Bom, antes de qualquer coisa, eu selecionei um colar bordado pronto para usar como modelo e encontrei um molde (clique aqui para baixar) feito pela revista Contigo em 2009 para ensinar a fazer uma gola de camisa decorada. Mas dá para usar para o colar numa boa. É só aumentar um pouco –  que também vai da sua opinião – e usar!

A imagem do colar que usei como inspiração é essa aqui de cima, do site MissGlam. Adorei! Mudei o formato e me inspirei mais no modo como as peças foram dispostas no colar do que na peça final em si.

Depois que você já tiver seu molde impresso, recorte as bordas. Coloque o molde por cima do feltro/tecido e, se achar necessário, prenda com um clipe, grampo ou algo do tipo.

Dobre o feltro ao meio para fazer duas peças com o mesmo formato. Depois você vai precisar de uma cópia para costurar à outra e cobrir a parte de dentro.

Depois, para começar a bordar, peguei a corrente de lantejoulas e fui costurando-a à borda do feltro. Passei a agulha de lantejoula em lantejoula; assim ficaria mais firme e não estragaria rápido. Mas se você decidir usar lantejoulas também, pode colar com a cola instantânea/quente.

Com a cola instantânea, grudei as pedras no lugar que escolhi. Custei muito para me decidir, haha.

Pense bem e simule todos os modos possíveis antes de colar; depois não tem mais volta, hein!

Quando as pedras estavam grudadas, peguei um lápis branco para desenhar onde eu faria as linhas com os canutilhos. Queria esse efeito “cruzado” que havia no colar que eu usei de inspiração.

Assim, as linhas que se cruzavam aqui no rascunho seguiriam direções opostas. Fica mais fácil entender nas próximas imagens. Então fiquei costurando canutilho por canutilho (até minha mão quase cair! #drama!). Paciência e muita fé nessa hora! kkk

Repararam no que eu disse lá em cima? Uma linha de canutilhos vinha pela horizontal e outra pela vertical…

Aí resolvi usar umas correntinhas que comprei. Eram, na verdade, como se fossem os elos, pedaços de uma corrente, e você é que vai encaixando até ficar do tamanho que desejar. Fui unindo algumas peças e ia medindo, colocando em cima do colar para ver o quanto bastaria.

Correntinha pronta!

Fiz dois pedaços de corrente, preguei uma de cada lado. Costurei cada pedacinho dela para ficar firme e não correr o risco de soltar.

Para não ficar repetindo a mesma coisa um milhão de vezes, resumo: depois que costurei as correntes e completei as linhas de canutilhos, fui costurando o cordão de lantejoulas nos espaços vazios. Fui fazendo isso até acabarem todos os espaços em braco e o colar estar, de fato, finalizado.

É simples, só é cansativo.

Yay! Você acabou a parte chata! Agora, corte a sua fitinha de cetimque pode ser mais grossinha se você quiser. Eu quis uma mais fina porque tenho os cabelos curtos e achei que ficaria estranho um nó enorme atrás do pescoço. hahaha

Enfim, corte os dois pedaços de igual tamanho e dê um pequeno nó em cada ponta para não desfiar.

Depois costure a fitinha à parte de trás do seu colar.

Pegue agora aquela copia sobressalente que você reservou lááá no comecinho do tutorial e encaixe-a no seu colar, já com as fitinhas presas. Agora, costure as duas metades, nas bordas.

Voilá! Seu colar está pronto! :D

Vejam imagens do resultado desse meu colar bordado:

Zoom!

Dá para usar na ‘altura’ que você quiser. Com uma camisa de gola alta, com uma blusa de decote canoa, por exemplo… é só deixar a fita com um tamanho grande o bastante para ela chegar até a maior “altura de decote” que você quiser.

Depois atualizo o post com o endereço das lojas na Galeria do Ouvidor, que foi onde comprei minhas peças. Agora eu tô com sono demais para pensar racionalmente!

Ufaa, cansei depois desse corre-corre para editar isso. Mas valeu a pena. Assim todo mundo pode aprender a fazer também, né?

Então compensem meu esforço e comentem. Me deem a opinião de vocês, dizendo o que acharam, se foi útil, se vão tentar… Combinado? Se tiverem alguma dúvida também ou algo estiver meio confuso para o entendimento, é só avisar.

Até mais! Beijo! 

Anúncios